Dicas para um networking eficaz

Conhece aquelas pessoas que entram numa sala e têm logo a atenção das pessoas? São pessoas que parecem ter sempre os assuntos certos disponíveis quando falam com alguém, independentemente de estarem a falar com conhecidos ou estranhos. Estão interessadas nos outros e colocam perguntas que nos fazem sentir que estão realmente interessadas naquilo que dizemos. Depois há o outro tipo de pessoas para quem estes eventos são um castigo, uma obrigação da qual preferem antes fugir. Se é o seu caso, não fuja, pois há formas de tornar estes encontros mais agradáveis e até divertidos. Coloque- se esta pergunta: de quantas redes de networking faz parte? Provavelmente mais do que imagina, pois a sua rede familiar, rede de amigos, rede de contactos da associação onde é membro e as mães ou pais que conhece na escola do seu filho fazem parte da sua rede de networking.

Estamos sempre a trabalhar em rede (por isso as palavras são net- working), às vezes conscientemente, outras vezes inconscientemente. Mesmo quem associa networking a «vender» com interpretação negativa, deve compreender que está, em muitos casos, a defender as suas ideias e a dar a sua opinião. No fundo, está a promover a sua pessoa e a sua marca pessoal.

Já enviei propostas para as empresas de pessoas que conheci em viagens de avião pela simples razão de que estavam ao meu lado durante algumas horas e durante este tempo criou- se uma empatia. Confesso que gosto de ouvir as experiências das outras pessoas e fascina- me o que leva as pessoas a fazer as coisas que fazem. Há tantas vidas fascinantes por conhecer e mesmo se para elas não têm nada de especial, para mim é cada vez uma vida nova, uma história nova e uma inspiração nova. Claro que há eventos aborrecidos onde há pessoas que têm como único objetivo vender o seu serviço ou produtos. São pessoas que só falam de si próprias e não estão interessadas nos outros. Há também aqueles eventos onde parece que só há grupos de pessoas que se conhecem e não falam com desconhecidos. Que perda de oportunidade!

A única forma – na minha opinião – de o seu investimento em eventos de networking ter sucesso – e não falo só de eventos estruturados de networking, mas também de almoços, jantares e inaugurações, etc. – é com este mindset: «Temos que primeiro dar antes de receber.» Na sociedade atual a partilha de informação e bens tem um lugar cada vez mais central e não querer ajudar os outros não é chave para sucesso. Tenho muito prazer em ajudar outras pessoas com aquilo que sei e tenho consciência que nunca seria possível chegar onde cheguei sem a generosa ajuda de outras pessoas pelo que sou muito grata por isso. Ajudar é a única forma de crescer. Dá- nos sentido de vida e faz- nos sentir ligados ao mundo!

Female colleagues discussing business in an office.

Se o networking não é algo natural para si e se quer estar mais à vontade nestas ocasiões para tirar o maior partido destes eventos, tenho as seguintes dicas para si:

  • Em primeiro lugar é importante preparar- se. Se for possível obter uma lista com os participantes, veja quem é interessante conhecer. Se houver oradores conhecidos, não hesite em ir ter com eles e elogiar a palestra. As pessoas gostam de receber elogios, famosas ou não, e é uma ótima forma de se fazer conhecer.
  • Quando entrar num sítio onde não conhece ninguém, veja se há mais alguém que está sozinho. Essa pessoa vai ficar contente por ter alguém para falar e é uma ótima oportunidade de conhecer uma pessoa nova. Se não houver ninguém que esteja sozinho, junte- se a um grupo. Não tenha medo de entrar e apresentar- se. Uma ajuda: veja a direção dos sapatos dos membros de um grupo: estão todos virados para dentro ou há uma abertura? Esta linguagem não- verbal pode ser uma indicação de que é bem- vindo ao grupo!
  • Faça perguntas para conhecer melhor a(s) outra(s) pessoa(s). As pessoas gostam de falar de si próprias e a informação que vão dar pode ser valiosa para si. Tenha uma postura aberta e positiva e não se esqueça do contacto visual e do sorriso. Faça o ‘small talk’ e não tenha medo das conversas «banais» sobre o tempo ou trânsito para abrir uma conversa, mas tenha cuidado para não transmitir uma postura negativa. Estar a queixar- se sobre a comida, o trânsito, etc., afetará a primeira impressão que deixa.
  • Em alguns eventos é necessário fazer uma pequena apresentação de alguns segundos sobre si. É chamado o ‘elevator pitch’. Esta conversa curtíssima tem este nome porque é o tempo que supostamente o elevador demora para o levar ao piso da direção − uma oportunidade de ouro para partilhar com quem está consigo no elevador o que faz. Prepare bem o que vai dizer para as pessoas estarem atentas. Reveja o seu ‘personal brand statement’, pois aqui já resumiu a informação essencial sobre si, o seu trabalho e as suas qualidades únicas. Para cada evento é necessário pensar sobre como vai apresentar- se, pois deve ser relevante para cada grupo. Pode usar um ‘teaser’ ou algum humor, num grupo onde participam muitas pessoas certamente fará com que se distinga e se torne mais memorável.Não use um evento de networking para apenas distribuir os seus cartões de visita. Estive em muitos almoços de networking onde as pessoas, sem fazer uma pequena conversa, deixavam um cartão em cima do prato de cada participante ou, pior ainda, num monte no centro da mesa. Como é óbvio, ninguém se vai lembrar da pessoa associada ao cartão e negócios constroem- se com base na confiança, não com base em papel! Pode dar o seu cartão à pessoa que acabou de conhecer, mas faça primeiro uma conversa decente.
  • Se vê a oportunidade de ajudar alguém com a resposta a uma dúvida que esta pessoa tem ou com um contacto valioso, faça- o sem estar à espera de algo em troca. Investir em relacionamentos é algo de médio a longo prazo e será remunerado mais cedo ou mais tarde com ajudas de outras pessoas também.
  • Faça o follow- up de contactos que fez num evento. Envie- lhes um e- mail a agradecer a conversa que tiveram e ofereça a sua ajuda onde for necessário. Não é só uma forma de manter o contacto, a outra pessoa fica logo com os seus dados de contacto no seu e- mail, o que é mais prático nesta era digital onde os cartões têm um valor cada vez menor.

Proposta!

Tente almoçar todos os dias com alguém diferente

Escolha todos os meses um ou mais eventos (almoço de networking, congresso, workshop) para conhecer pessoas novas e fortalecer os seus contactos existentes

Fonte: Livro Marca Pessoal, SA – Como Comunicar, Agir e Vestir a sua Marca Pessoal para ter mais Sucesso – Manon Rosenboom Alves (Editora RH)

https://www.editorarh.pt/pt/livro/99/marca-pessoal-sa-como-comunicar-agir-e-vestir-a-sua-marca-pessoal-para-ter-mais-sucesso-(2-edio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *